Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Abril, 2011

(Jo Ra, Capela de Seiça, óleo sobre tela, 1985)

Localizada em Seiça, concelho da Figueira da Foz, é uma construção de grande valor patrimonial.

Foi construída no ano oitocentos e cinquenta, e reconstruída no reinado de D. Afonso Henriques ou de D. Sancho I, e após este tempo, no ano de 1602, pelos religiosos do Mosteiro ali existentes.

Uma lenda envolve a construção desta capela cujas cenas principais estão relacionadas com o cerco do castelo de Montemor-o-Velho pelos mouros, as degolações de mulheres e crianças, o combate e a notícia da ressurreição dos degolados, a queda do criado de D. Afonso Henriques e a sua cura milagrosa e por fim a ordem real para fundar também o Mosteiro de Santa Maria de Seiça.

É uma capela talvez única no nosso país devido à sua forma octogonal, cercada por colunas dóricas de pedra, (arquitectura usada na antiga Grécia). Na porta principal está inscrita a data de reconstrução e no seu interior, uma lápide que regista os passos do célebre João Abade, contra os mouros.

Aqui podem ser apreciadas algumas telas de tema religioso, de cariz popular, de salientar uma Virgem com o Menino feita de calcário, datada do século XIV, e os azulejos pintados que revestem a parte inferior das paredes ainda muito bem conservados.

As mulheres pré-mamãs que ousam pedir à Virgem que lhes valha na hora do parto para que os filhos que carregam no ventre nasçam sãos e escorreitos, no dia da feira e festa anual em honra de Nossa Senhora de Seiça, sua protectora, lá vão pagar as suas promessas. Uma grande balança é dependurada numa parte do telheiro que envolve a capela, e num dos lados, no grande prato, é colocado o bebé, enquanto no outro, na extremidade dum gancho, é colocado o saco de cereais equivalente ao peso do mesmo.

É um lugar paradisíaco onde se pode viver um dia diferente, respirar o ar puro, comer uma boa merenda ou fazer umas caminhadas por um circuito para esse fim destinado, contemplando ao mesmo tempo a fauna característica dessa região do arroz.

Uma visita a não perder, para quem for para os lados da Figueira da Foz.

Retirado do blogue de João Ramos:

http://j-cabodastormentas.blogspot.com/2008/02/capela-e-o-convento-de-seia.html

Anúncios

Read Full Post »