Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Noticias’ Category

A SMS lançou mais um livro no dia 15 de Agosto às 11h30, da autoria de Maria Isabel Sousa com o título “O Mosteiro de Seiça e a fábrica de descasque de arroz”, O evento contou com a presença dos presidentes da junta e da câmara.
.
Livro_Maria_Isabel_Sousa
.
Voz_da_Figueira_15_08_2018

Noticia do Jornal “Voz da Figueira de 15-08-2018”

Anúncios

Read Full Post »

Autarquia empenhada em salvar “a ruína” do Mosteiro de Seiça

O mosteiro de Seiça deverá vir a ser “expurgado” de tudo o que não tenha a ver com a ruína do convento. «Este é o critério mais seguro para o leque das linhas de financiamento» e para a necessária classificação como “Edifício de Interesse Nacional”, por parte da Direcção Geral do Património Cultural. Palavras do presidente da Câmara, ontem na feira anual de Seiça, no lançamento do livro “O Mosteiro de Seiça e a fábrica de descasque de arroz – do silêncio dos arrozais ao ruído fabril”, da autoria da docente de História Maria Isabel Sousa.
.
Diario_de_Coimbra_16-08-2018_
.
Leia a notícia completa na edição em papel.
Diário_de_Coimbra_16-08-2018.png

Noticia do jornal “Diário_de_Coimbra_16-08-2018”

Read Full Post »

Feira anual de Seiça espera entre 4 a 5 mil visitantes.

Diário_de_Coimbra_15-08-2018

Noticia do jornal “Diário_de_Coimbra_15-08-2018”

Read Full Post »

Recuperacao_Mosteiro_de_Seica_Jornal_As_Beiras_pag8_20180801
Recuperação do Convento de Seiça
No entanto, ainda não há garantias de que a segunda parte daquelas empreitadas terá direito a financiamento europeu, daí a autarquia optar por criar uma “almofada” financeira.
“Isto é uma alavanca, mas também estamos a falar de, por exemplo, financiar aquilo que é necessário fazer para a recuperação do Convento de Seiça, além de garantirmos a equidade intergeracional, porque não estamos a agravar o futuro”, concluiu a presidência.
“Votámos a favor porque entendemos que a proposta tem cabimento e é favorável à saúde financeira do município. Todas as boas medidas que sejam apresentadas pelo executivo são merecedoras do bom acolhimento por parte da oposição [na câmara]”, declarou o vereador do PSD Carlos Tenreiro ao DIÁRIO AS BEIRAS. | Jot’Alves
Noticia: Jornal As Beiras pag.8 20180801

Read Full Post »

Mosteiro / Convento de Seiça já tem anteprojeto para preservação – Diário As Beiras de 21-09-2017

Read Full Post »

Diario_Coimbra_15_08_2017
.
Continua a ser uma festa fiel às raízes locais, com identidade e mística muito próprias. Por isso, a 15 de Agosto de cada ano, a feira de Seiça enche-se de feirantes de toda a região e, acima de tudo, de fiéis, que ali continuam a ir em romaria, muitos para pagar as suas promessas. «Não é uma feira como outra qualquer, muita gente vai por Nossa Senhora», disse ao nosso Jornal, o padre Manuel da Silva, que hoje, às 16h00, lá estará pontualmente para a missa, onde os fiéis, não cabendo na pequena capela, se estendem pela zona envolvente. «Se não fosse a grande participação da população, fechava a capela e a feira seria como outra qualquer», frisou o pároco, que salienta a grandiosidade comercial do certame. «É uma feira a nível distrital, com muita participação e os comerciantes garantem que vale». E a parte religiosa «apesar de muito barulho, continua a chamar multidões». A capela (de traçado octogonal, que data de 1600 e substituiu a edificada em 850 pelo Abade João), está aberta todo o dia. No alpendre, uma balança centenária é colocada no exterior, onde as pessoas «ainda hoje pagam as suas promessas em milho ou arroz», sublinha. A balança, com dois pratos em madeira, continua a receber o curioso ritual. Um dos pratos serve para colocar a criança (alvo da promessa) e no outro, o seu peso em cereais.
Leia a notícia completa na edição em papel.

Diário_Coimbra_15_08_2017
http://www.diariocoimbra.pt/noticia/22807

Read Full Post »

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Mulher perde a vida na linha do Oeste em Paião, junto ao Mosteiro de Seiça.

Maria Lucília, 39 anos, casada, residente em Cipreste, Marinha das Ondas (Figueira da Foz), perdeu a vida, ontem, na Linha do Oeste, em Santa Maria de Seiça, Paião.

A mulher foi colhida pelo comboio, cerca das 06H30 (26 Fevereiro 2013), que circulava na direção Figueira da Foz/Louriçal. A vítima encontrava-se a pé e sua viatura estava estacionada a escassos metros do local da morte, junto à capela octogonal de Seiça.

Ao que foi possível apurar, Maria Lucília trabalhava numa empresa da ilha da Morraceira, na Figueira da Foz. Deixa dois filhos órfãos, um deles é menor. Morreu a cerca de três quilómetros de casa. Os restos mortais foram levados para o Gabinete Médico-Legal da Figueira da Foz, para autópsia.

Versão completa na edição impressa Jornal As Beiras de 26 Fevereiro 2013

Mulher perde a vida na linha do Oeste em Paião

Read Full Post »